12 março 2017

Lázaro - A Maldição dos Mortos | A.Wood


  HEY, tudo bem com vocês? Eu não estou nada bem, estou no chão. Enfim, o Vinícius Fernandes (A.Wood), revelou a capa  e a sinopse do seu novo livro: Lázaro - A Maldição dos Mortos.


Avenida Paulista - 18h00min
Três carretas.
De dentro delas, mortos-vivos são liberados, espalhando o caos pela cidade de São Paulo. Do dia para a noite, a sociedade tem suas estruturas abaladas e entra em colapso. Ao mesmo tempo, Luca, seu tio e amigos tentam a todo custo escapar do pesadelo. Mas sair da cidade não é o fim, e sim apenas o começo da era dos mortos-vivos. De onde eles vêm? Será que a maior cidade da América Latina resistirá? Do autor de "Graham - O Continente Lemúria", "Lázaro - A Maldição dos Mortos" tem um ritmo frenético que prende o leitor da primeira à última página.
  Eu li os primeiros capítulos e agora fiquei ainda mais curiosa pra saber mais sobre a história.
  Provavelmente o lançamento será no meio do ano e eu vou contando as novidades aqui pra vocês. Se quiserem resenha e curiosidade sobre o livro, é só me pedir.
  Até a próxima publicação!

11 janeiro 2017

Kate Willians | Parceria

  Heeey, tudo bem com vocês? Abri meu e-mail e me deparei com uma mensagem mega linda: GE agora é blog parceiro da autora Kate Willians. A primeira vez que ela já apareceu aqui no blog foi sobre o lançamento de A Fada Madrinha (aqui) e depois como dica de livros pra comprar na Bienal (aqui). 

  A Kate tem quatro livros publicados: Distopia (Selo Literata - Editora Arwen), A Fada Madrinha (Editora Arwen), Hunter | O Caçador de Monstros (Editora Coerência)) e Debaixo das Minhas Asas (Editora Coerência). 

07 janeiro 2017

4 anos | Garota Estranha

Serendipity
  Há quatro anos eu não imaginaria que ainda estaria aqui, sentada na frente do computador digitando pra sabe-se lá quem ler, mas desde a primeira publicação e durante esses anos (pausa pra dizer que da pra cursar faculdade nesse tempo) eu ainda me pego pensando: será que alguém vai parar um minutinho pra ler?
  E você chegou aqui. Não sei se já conhecia o meu cantinho ou se caiu aqui de para-quedas (o pouso mais lindo do meu dia, diga-se de passagem), mas eu quero te agradecer por permanecer. Seja só por ter clicado no link que te trouxe aqui ou por já conhecer a alguns cliques a mais...
  Se fosse um casamento e de certa forma é, eu e o GE (apelido lindo do Garota Estranha), estaríamos comemorando Bodas de Flores e Frutas (achei tão lindo, mas só tenho foto de flores). ♥
  É clichê dizer que chegar aqui foi difícil? Eu acredito que clichês são verdades e que o blogger foi um dos meus maiores professores. É sobre amizade, amor, educação e pra mim o mais importante, é sobre GRATIDÃO e SONHOS!
  Sou grata por ter aprendido mais sobre mim, sobre quem eu fui, sou e como espero ser. Realizei sonhos que eu nem sabia que tinha e definitivamente não sou a mesma garota que criou o GE há quatro anos só pra compartilhar escritos e escrever homenagens pra alguns amigos.
  Eu tento me (re)apresentar constantemente e o aniversário do blog, logo no comecinho do ano, não só me faz lembrar, mas me permite jamais (realmente) esquecer que o caminho que tenho trilhado é lindo e que apesar de todas as quedas, eu posso e preciso seguir.
  Dia 07 de janeiro de 2017, dia do leitor(a), dia de comemorar o imaginário que se torna realidade a cada nova publicação.
  Gratidão por te ter aqui e espero que eu tenha te feito companhia ai, assim como você me faz. ♥

05 janeiro 2017

1 + 1 A Matemática do Amor | Resenha


  1+ 1 A Matemática do Amor é o primeiro romance LGBT da Editora Faro. A história de Lucas e Bernardo tem 256 páginas e foi escrita pelos autores Augusto Alvarenga e Vinícius Grossos.


  LUCAS E BERNARDO SÃO DOIS GAROTOS, OS MELHORES AMIGOS UM DO OUTRO DESDE MUITO PEQUENOS…
  De repente, Bernardo recebe a notícia de que irá se mudar com a família para outro país. Foi o estopim para que os amigos percebessem o quanto era valiosa aquela amizade, algo que não queriam perder…
  Bernardo reage mal e se revolta.
  Lucas tenta transformar cada dia que resta com o amigo na melhor experiência de suas vidas. Ele escreve uma lista de coisas para fazer e pretende cumprir uma por uma, em todos os detalhes. Mas, a cada dia, o fantasma da separação os assombra com um cronômetro, lembrando que o tempo se esgota e, nesses dias, os dois passam por grandes momentos juntos.
  É quando os meninos percebem que há algo maior entre eles… Um sentimento profundo, que não conseguem explicar e tornam todas aquelas experiências ainda mais intensas.
  Mas o que fazer com tudo isso quando se tem apenas 16 anos?

03 janeiro 2017

Janelas | Fotografia

  Acho que as janelas tem algo muito metafórico de ver através, de ver além... De reflexão e mudança. Eu estudo/estudava em lugares com muitas janelas e sempre que chovia ou fazia aquele solzinha (ou seja, em SP, a qualquer momento) eu não resistia e fazia algumas fotos.
  Queria muito compartilhar algumas dessas fotografias com vocês e a primeira publicação assim tinha que ser essa.


01 janeiro 2017

Capela | Playlist

  Pra começar o ano com o pé direito, tinha que começar com música. Eu conheci a banda através de uma das minhas melhores amigos (gratidão Kath) e comecei a acompanhar o trabalho deles pelas redes sociais.
 A banda é formada pelo Caio Andreatta, Gustavo Rossbe e o Léo Nicolosi.  Com a Bienal do ano passo, pude conhecer o Gustavo Rosseb (super simpático), o que me deixou com mais vontade ainda de ir a um show e a convite de um amigo (VALEU, VINI), no final do ano passado consegui ir e ainda pude tirar algumas fotinhos.
  Sem mais enrolação, porque tem três álbuns lindos esperando por vocês:

Dois produtores musicais e um escritor

30 dezembro 2016

Obrigada, 2016!

  Hey, terráqueos. Como vocês estão? 2016 foi um ano bem conturbado e eu não consegui voltar a publicar aqui da forma que eu esperava, mas um novo ano está chegando... Bora conversar sobre o que passou e no próximo conversamos sobre o que está por vir?


  Em suma: passei de estudante pra alguém sem faculdade, pra alguém estudando audiovisual, depois arte e finalmente chegando na fotografia. Revi amigos e conheci um tanto de alma bonita por aí e por aqui. Fiz meu primeiro filme (com pessoas lindonas, um curtíssima do qual precisamos falar). Criei um novo instagram, conheci bandas e músicas incríveis...
 Eu perdi o medo da "qualidade" limitada ao númeo de pixels, me entreguei ao olhar e fiz muitas imagens, registrei tantos momentos e guardei muitos deles só nas lembranças mesmo.
 Li mais do livros do que achei que conseguiria ler, conheci mais mundo do que eu acreditava que poderia conhecer. Fui em lançamentos, mas os da Amanda Ághata Costa, Vinícius Fernandes e Pedro Gabriel foram os que mais me marcaram. Ah, acho que foram 31 livros e 7 HQ's!
 Comecei a frequentar um lugar diferente e lá no começo do ano, pra mim, isso parecia tão impossível. Conseguir me permit(ir), poder me (re)descobrir. Era tudo tão novo e em alguns momentos permanecem sendo, mas essa sensação é tão boa, seria jamais vu?  Os momentos que mais me marcaram me fazem sorrir e é impossível não transbordar com isso.
 Percebi também que faz tempo que não me (re)apresento paras as pessoas que me conheciam, já não sou mais a mesma do início do ano. Acho incrível o quanto podemos desconstruir, reconstruir e ainda assim continuar sendo nós mesmo, ou pelo contrário, sermos um versão melhor ainda de nós mesmos. Faz sentido? Espero que me entendam.
  O que mais escutei ao longo desse ano foi que o GE era "beeeem diferente" dos blogs aos quais as pessoas estavam acostumadas, mas que isso fazia com que elas voltassem aqui. Obrigada! Não conseguiria fazer algo diferente do que sou/acredito e apesar de não ter conseguido mantê-lo da maneira que sonhei, sei que o próximo ano será lindo.
  Perdoem a bagunça, é pra combianr com a mente. Que venham novas postagens, novos projetos,livros, pessoas de almas bonitas e lugares. GRATIDÃO! ♥

28 dezembro 2016

Vai poesia aí? | Follow

  Heeey, terráqueos? Como estão? Hoje a dica é: "Vai poesia aí?". 

"E por falar em inverno: Ainda tenho que te devolver as blusas que estão no fundo do meu armário e tem seu cheiro."
  Vanessa (linda) Nogueira, tem 20 anos e é poesia. Escreve não só pra derramar-se em palavras, mas também pra transbordar-se, alma.
  Vai poesia aí? é seu cantinho pra publicar poesia, textos, frases e compartilhar sentimentos, não só escritos por ela, mas por amigos, por outros artistas e páginas. A poesia é pra contar o sentir e por isso podemos encontrar um pouco das vivências da Nogueira por lá.
  Eu já conhecia a página, mas no dia do escritor(a) ela me convidou pra uma corrente linda e pude ler mais de suas poesias. Como o post é pra compartilhar mais sobre essas palavras lindas, é sobre amor, feminismo, é sobre vivência, Vai poesia aí?
Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo
Pin It button on image hover